Tesla Model S P85D

Publicado em 13 de Outubro de 2014 |

O mundo automóvel fica marcado por mais um lançamento da Tesla Motors. Tal como antecipamos, a Tesla apresentou a quarta versão do Tesla Model S, o P85D, que passa a ser um dos carros eléctricos mais impressionantes desenvolvido até agora.

O novo Tesla P85D iguala os tempos do McLaren F1 e supera alguns superdesportivos como o Ferrari 358 ou o Ford Mustang. A Tesla entra, agora de forma definitiva, na guerra das berlinas superdesportivas. O novo modelo debita 700cv de potência e acelera dos 0 aos 100km/h em apenas 3.2s. Ao mesmo tempo que aumentou as performances, a Tesla também melhorou a autonomia deste Model S. Para muita gente com posses, a autonomia não será agora um problema.

Há algumas particularidades neste modelo, a primeira é que conta com dois motores eléctricos, um por cada eixo. O que está acoplado ao eixo frontal debita 213cv de potência e o que está ligado ao eixo traseiro debita 477cv. Assim a potência combinada é de 700cv, sendo que o binário é de uns impressionantes 930Nm…constantes! Assim o Tesla Model S P85D conta com tracção às 4 rodas. As prestações são melhoradas face ao modelo anterior, o P85, sendo agora 1 segundo mais rápido a acelerar de 0 a 100km/h (3.2s) e pode agora atingir os 250km/h.

As performances anunciadas não foram conseguidas à custa da autonomia. A autonomia do P85D subiu agora para 443 km (mais 16 km).

Mas o carro trás ainda mais tecnologia. Este Tesla lê os sinais de velocidade que encontra ao longo do percurso. Quando entrar numa zona onde muda o limite de velocidade, o carro reconhece isso mesmo. À partida este sistema não traz nada de novo, já que há vários veículos topo de gama com estas mesmas características, mas o que o novo Tesla promete fazer é reagir ao que encontra na estrada. Ou seja, ao passar de uma estrada onde circula a 90km/h e entra numa zona onde o limite máximo o obriga a circular a 70 km/h, o P85D ajusta a sua própria velocidade. A confirmar-se, é algo de inovador no mundo automóvel.

E graças a isto, o primeiro sistema de piloto automático já aí está. É que este veículo vai interagir com os outros carros à sua volta. Através de um sistema composto por 12 sensores espalhados pelo carro, o Tesla pode detectar o trânsito à sua volta e mudar de faixa de forma autónoma quando o condutor ativar o pisca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *