Resistência à introdução de VEs em Amesterdão

Publicado em 28 de Dezembro de 2009 |

Embora os veículos eléctricos sejam, indiscutivelmente, uma das formas mais limpas de mobilidade, quando comparados com veículos a gasolina, nenhum deles pode tocar na natureza mais amiga do ambiente das bicicletas. Assim, apesar da cidade de Amesterdão estar a promover a utilização dos veículos eléctricos, está a ter uma forte oposição dos ciclistas.

Amesterdão é uma das cidades onde existem mais bicicletas. Alterações recentes na legislação, permitiram alterações nas infra-estruturas de forma a promover uma ainda maior utilização das bicicletas. Agora que a cidade está a promover a utilização dos carros eléctricos, esse objectivo não se coaduna com os objectivos dos ciclistas, que acham que estes podem por em causa alguns dos direitos que os ciclistas já ganharam, podendo perder lugares de estacionamento, pistas reservadas a bicicletas, etc.

Amesterdão é uma cidade singular a este nível, dada a quantidade de ciclistas que se deslocam de bicicleta por toda a cidade por dia. Amesterdão tem mais de 550.000 lugares de estacionamento reservados a bicicletas, enquanto que para carros são apenas 180.000 lugares.Segundo alguns estudos, os ciclistas são já responsáveis por 55% de todo o movimento de pessoas no centro da cidade.

Com a perspectiva de ter 10.000 VEs nas estradas até 2015, e pelo menos quatro vezes mais até 2020, os ciclistas estão com receio que esta promoção de veículos eléctricos possa reduzir significativamente o número de ciclistas que se deslocam pelos seus próprios meios na cidade.

De uma forma geral os adeptos da locomoção em bicicleta não são contra a promoção dos veículos eléctricos, no entanto, receiam que isso possa converter alguns potenciais utilizadores novamente para as bicicletas. E se as bicicletas estão a funcionar perfeitamente no sentido de facilitar a mobilidade das pessoas sem emissões de CO2, porque mudar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *