rede de carregamento arranca este ano

Publicado em 7 de Maio de 2010 |

A rede nacional de carregamentos de carros eléctricos começa a ser instalada «em meados deste ano», de forma a possibilitar «o pleno funcionamento da rede piloto» nas principais cidades do país, afirmou hoje em Paris o ministro da Economia, Inovação e Desenvolvimento.

José Vieira da Silva, que integrou a delegação de Portugal à reunião de alto nível entre o primeiro ministro José Sócrates e o seu homólogo francês, François Fillon, declarou que o impulso à rede nacional de carregamento foi um dos resultados das reuniões sectoriais à margem da cimeira, noticia a Lusa.

A mobilidade eléctrica e a nanotecnologia estiveram no centro dos acordos hoje estabelecidos entre Portugal e França durante a quarta reunião de alto nível entre os dois países, afirmou José Vieira da Silva à margem do fórum de empresários e dirigentes de origem portuguesa de França.

«A instalação da rede começa em meados deste ano de forma a que a rede piloto esteja em pleno funcionamento cobrindo as principais cidades do país e para que a comercialização dos carros eléctricos, que tem apoios públicos, já não tenha dificuldades do ponto de vista do abastecimento», explicou José Vieira da Silva.

Os acordos assinados com instituições francesas abrem «a possibilidade de Portugal ter muito rapidamente uma rede nacional de carregamento de carros eléctricos, sejam eles quais forem, de fabrico francês, alemão ou japonês», disse o titular da pasta da Economia.

«Isso é que torna Portugal atraente porque fá-lo-emos primeiro que muitos outros para que as empresas invistam em Portugal, como está a acontecer com a fábrica de baterias da Renault/Nissan para o carro eléctrico», acrescentou José Vieira da Silva.

«A rede de carregamentos é para nós a questão fundamental porque torna Portugal um mercado interessante e prioritário para o desenvolvimento de outro tipo de negócios, nomeadamente da construção de componentes e a revitalização da indústria automóvel», frisou também o ministro da Economia.

5 Responses to rede de carregamento arranca este ano

  1. Andre Amorim says:
    Optima noticia desde que se concretize realmente este ano como está indicado ,pois pra alem dos 6 postos “oficiais” que penso que sejam os mesmos de 2009. Relativamente aos veiculos, ja poderiam estar a ser comercializados em maior escala,Ex :há uns meses vi um anuncio do MEV da Mitsubishi mas ainda n vi muitos na estrada (embora isso ja dependa doutros fatores) espero que haja desenvolvimentos.
  2. Sara Jardim says:
    Estou interessadissima em comprar um carro destes, primeiro pq sempre fui uma ambientalista de coração, e pq o meu já tem 16 anos, e por isso posso abatê-lo. Só há dois problemas, para além do custo do carro (que já depois dos apoios ainda fica em 30 000 euros, bastante acima do meu nível de rendimentos), como moro na Madeira; não sei porquê não me parece que se vão fazer postos aqui na Madeira para breve. Alguém sabe dizer-me algo sobre isso?. E instalarmos um posto em casa, quais são os custos disso?
  3. Ana says:
    Era interessantíssimo que fosse implantada, quanto antes, uma boa rede de carregamento em todos os centros urbanos, e em nossas casas, de forma a comercilizar em massa os veículos eléctricos. Penso que estamos no bom caminho. Mudar para melhor o mundo em que vivemos depende de CADA UM de nós.
  4. M.G. says:
    Paris é o local certo para ficar a saber como conseguiram instalar centenas de pontos de carregamento público no verão de 2008…
  5. M.G. says:
    Para que servem as inaugurações sem cartões?…
    Só para tirar o retrato…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *