Projecto “RAPID CHARGE NETWORK”

Publicado em 10 de Setembro de 2014 |

A Nissan está a liderar uma parceria de fabricantes de baterias de veículos eléctricos (BEV) num projecto que tem como objectivo criar um multi-padrão interoperável de rede de carga rápida em todo o território do Reino Unido e da Irlanda. Este projecto insere-se no âmbito do programa da União Europeia para uma Rede Transeuropeia de Transportes (TEN-T, Trans-European Transport Network).

Além de ajudar a financiar este programa que representa um investimento de mais de sete milhões de euros, o consórcio de fabricantes de baterias liderado pela Nissan está a disponibilizar aos outros membros do projecto o benefício da sua extensa experiência no campo das BEV.

À Nissan juntaram-se neste projecto a BMW, a VW e a Renault: é a primeira vez que as principais empresas BEV se uniram para acelerar o crescimento da infra-estrutura de carregamento de EVs, considerado como um factor-chave para tornar a mobilidade de emissão zero uma realidade. O projecto, gerido pela Zero Carbon Futures de Sunderland baseia-se na experiência da rede da ESB – uma das empresas de energia mais importantes da Irlanda e líder de um projecto anterior nesta área e concluído este verão – e da Universidade de Newcastle.

rapid-charge-network

Quando concluído, o RCN (Rapid Charge Network) do Reino Unido terá instalado mais des de 70 carregadores rápidos de multi-padrão, cobrindo cerca de 1.100 km das principais rotas de trânsito e oferecendo rotas preferenciais para EVs para cinco portos marítimos e cinco aeroportos internacionais.

Funcionando em dois eixos rodoviários prioritários no Reino Unido, o RCN vai ligar os principais portos e cidades, incluindo Stranraer, Liverpool, Holyhead, Birmingham, Felixstowe, Leeds e Kingston upon Hull. Haverá também redes a ligar Dublin (Irlanda) e Belfast (Irlanda do Norte).

Os carregadores rápidos vão utilizar as mais recentes tecnologias de carga multi-padrão e são compatíveis com os veículos que utilizam corrente eléctrica em 44kW CCS, 44kW CHAdeMO ou 43kW AC. Isto irá garantir que os condutores de EV no Reino Unido e na Irlanda poderão fazer viagens longas com a certeza de que nunca estarão longe de um carregador rápido.

Dez destes carregadores rápidos já foram instalados com mais 28 já programados. O início oficial da implantação do projecto decorreu ontem, 09 de Setembro, durante uma cerimónia na auto-estrada M6 em Coventry (RU). A baronesa Kramer, Ministra de Estado dos Transportes do Reino Unido afirmou: “Estamos a levar muito a sério os veículos com com carga eléctrica e temos um pacote abrangente de medidas para ajudar os consumidores e a indústria fazer a mudança para o eléctrico. O Reino Unido tem agora a melhor rede de carregamento rápido na Europa. Projectos como este sublinham como a indústria está a mostrar a sua confiança neste mercado em rápido crescimento”.
O RCN faz parte da TEN-T da União Europeia e representa um investimento substancial de € 7.358.000, dos quais metade financiada pela UE.

A Nissan lidera a contribuição dos fabricantes de baterias para os custos globais, sendo uma parcela significativa utilizada para financiar o programa de pesquisa liderado pela Universidade de Newcastle. O objectivo deste programa é confirmar os benefícios desta rede avançada de carregamento rápido e a sua interoperabilidade.

As informações obtidas, inclusive o tipo de carregamento dos utilizadores e as mudanças introduzidas nos padrões de mobilidade, irão ajudar a planear a futura implantação da infra-estrutura de carregamento rápido nos Estados membros de toda a Europa.

“A rede de carga rápida do Reino Unido irá conferir o todos os condutores de EVs um sentido de segurança essencial, bem como ajudar a promover as vantagens da mobilidade de emissões zero em relação aos outros condutores”, disse Olivier Paturet, Director-geral da Estratégia Emissões Zero da Nissan Europa e líder do projecto RCN. “Esse projecto vai ter um grande impacto sobre a descarbonização dos transportes na Europa e a Nissan está entusiasmada para contribuir para a sua viabilidade”.

O projecto RCN é co-financiado pelo programa TEN-T da União Europeia, que visa melhorar a infra-estrutura de transportes em toda a Europa e será executado em dois eixos prioritários da União Europeia; estava entre os 172 projectos seleccionados no concurso para financiamento de 2012 e irá ajudar a concretizar o desenvolvimento da rede TEN-T e ajudar os transportes europeus na mudança para um futuro mais sustentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *