Preço Nissan Leaf

Publicado em 17 de Maio de 2010 |

O carro eléctrico da Nissan, o Leaf, vai custar em Portugal 34.955 euros, podendo ainda contar com um desconto de 5.000 euros que o Governo dará aos cinco mil primeiros compradores de carros exclusivamente eléctricos, escreve a Lusa, ficando o preço final em 29.955 € com esse desconto.

O preço do carro foi anunciado esta segunda-feira pela Nissan Internacional, numa conferência de imprensa em Londres. Pode ser obtida mais informação no site que a Nissan criou para o efeito, aceder.

No Orçamento do Estado para 2010 o Governo prevê ainda um incentivo de 1.500 euros, acumuláveis com o benefício anterior, caso o comprador entregue um carro antigo para abate em troca do carro eléctrico.

O Leaf, um carro do segmento C (5 lugares), tem uma bateria com autonomia para cerca de 160 quilómetros.

De acordo com a Nissan, o preço inclui a posse da bateria, ao contrário, por exemplo, do que vai fazer a Renault, que prevê comercializar os seus carros num modelo em que a bateria pertence à marca e o comprador aluga o equipamento.

A Nissan indicou ainda que o período de reservas do Leaf em Portugal começa em Julho. O início das vendas está previsto para Dezembro.

Em Portugal existem, actualmente, cerca de uma dezena de postos de carregamento de carros eléctricos. De acordo com o programa de mobilidade eléctrica anunciado pelo Governo, até ao final do ano deverão existir 320 postos de carregamento e 1.300 até ao final do 2011.

Um posto de carregamento lento demora entre seis a oito horas para carregar completamente a bateria de um carro. Também está prevista a instalação de postos de carregamento rápido em estações de serviço, que demoram entre 20 a 30 minutos a carregar o carro.

15 Responses to Preço Nissan Leaf

  1. Rocky says:
    A este preço acho que não compensa.
    Vou esperar pelo preço dos Renault e Mitsubishi.
  2. VEpt says:
    O Mitsubishi é de outro segmento, mas tenho a sensação que inicialmente o preço não será muito diferente deste….embora como já referiram, o carro, produzido em maiores quantidades possa descer até próximo dos 15000.
  3. miguel says:
    existem varios carros do segmento c, a diesel com melhores preços…para já não é competitivo.
  4. Essiemme says:
    Depende…

    Se pensarmos a médio-longo prazo, é competitivo… a não ser que haja surpresas – sendo um tipo novo de automóvel…

    (menores custos de manutenção, preço da electricidade)

    Cumprimentos

  5. ze says:
    Preço muito pouco acessível, aliás acho estupidamente alto… Lobby’s! O facto de usar electricidade e não derivados de petróleo, não deve tornar o carro mais alto. Não se pode pensar “ah, já que poupam em combustível fóssil, vamos subir o preço!”. Há carros de segmento C mais em conta.
    Não esquecer que os componentes eléctricos também se estragam com facilidade. e no final de vida da batera, quem é que a vai substituir, a quem ficam os encargos de uma bateria nova?
    Sempre fui um apoiante dos veículos eléctricos, e continuo a se-lo, principalmente do Nissan Leaf, mas a este preço??? Espero que com o tempo se reduzam…
    Já agora porque é que nos EUA custam $30.000 e cá 34.000€? Estas contas não estão muito bem feitas, acho eu!
    Com isto tudo só quero dizer que este preço não me parece Justo!
    Cumprimentos ecológicos a todos!
  6. Antonio says:
    O problema é que a vantagem das novas tecnologias acabam por ficar sempre no bolso dos construtores.
  7. Jose Alves says:
    Nissan Leaf, Não á motivo para este carro ter este preço já que qualquer carro deste segmento a gasoleo fica a metade do preço tendo muitas mais peças que o nissan leaf, temos que contar ainda com o juros dos 15000 para os 30000 € caso tenha-mos os 15000 para dar de entrada, para alem disso teremos que contar com a compra das baterias ao fim de meia duzia de anos. Fiz as contas para comparar com um a gasoleo e sem duvida fica muito mais caro. Querem acabar com o ozono ou com o nosso dinheiro. Como somos um povo vaidoso é muito possivel que se formem filas para o comprar.Quando custar 15000 € vou pensar no OZONO
  8. António says:
    Pelo que já percebi pela conversa deles
    as baterias vão estar equipadas com um cartão, para se poder carregar, não pagamos só a electrecidade, temos de continuar a pagar extras, nem vai ser possível carregar em casa, pelos vistos, só nos postos de carregamento.
  9. António says:
    Para o carro ficar tão caro, só pode ser pelo custo das baterias.
    Os motores eléctricos, em comparação com os motores de combustão interna, tem um custo irrisório, o mesmo motor pode ser convertido em alternador, nas descidas, e nas travagens, pode absorver a energia cinética, convertendo-a em energia eléctrica, carregando a bateria, os sistemas electrónicas, de controle disto tudo também não justificam o preço.
  10. Eva says:
    O preço é um pouco exagerado tendo em conta outros modelos, mas o que me intriga mais é saber que o preço de um modelo eléctrico é superior a um carro não ecológico.
  11. Renato Farinha says:
    Com autonomias destas não seria melhor fazer um carro mais pequeno só para a cidade??? Para que é que é necessário 5 lugares com uma autonomia de 160Km???

    Se pensarmos na viagem de volta, não tem mais do que 80Km de autonomia!!! E se levar mais peso (5 pessoas) aposto que seja só uns 60Km!! Isto é, moro em Lisboa, e quero ir dar um passeio com a famelga, tenho de excluir tudo o que seja abaixo de Setubal ou a norte de Mafra!!

    Com essa autonomia só um citadino pequeno para ir para o emprego e ter um a combustão para os passeios.

    O preço não é alto, se pensarmos que só em baterias deve estar ali uns 12 mil euros! o lítio é escasso na naturesa! imaginem umas 5000 baterias de telemóvel!

    O bom, é que portugal não tem petróleo, mas por acaso até tem lítio 🙂

  12. Pablo says:
    Pelo que vi no catálogo fotográfico o carro esta atraente so nao sei o porque deste preço.Os materiais pelo que dizem são reciclados.O lixo é sem duvida um super negocio e na moda e com todos a ajudar a juntar,separar para reciclar para no fim o produto final ficar ainda mais caro.Este mundo é de loucos!!!
  13. Jorge Fonte says:
    Concordo com tudo o que foi dito anteriormente. Desde as primeiras noticias sobre os VE estes têm-se tornado cada vez menos atractivos do ponto de vista comercial. O preço foi aumentando, a possibilidade de carregamento doméstico parece mais dificil, as baterias têm um tempo de vida muito curto, etc… Vejam algumas notícias que foram saindo desde 2009:

    2 de Agosto de 2009 – Preço do Nissan Leaf poderá ser de 18450 euros.

    2 de Setembro de 2009 – O Leaf demora 4 a 8 horas numa instalação doméstica, a carregar completamente dependendo da intensidade de corrente utilizada, mas carrega a 80% em apenas 30 minutos numa estação de carregamento rápido.

    4 de Setembro de 2009 –
    •Estima-se que as baterias terão um tempo de vida de 5 anos. Uma bateria com seis anos assistirá a uma diminuição da sua capacidade para apenas 80%.
    •O sistema computacional dos Leaf para além do estado e da capacidade da bateria, dará indicações (muito úteis) sobre os pontos de abastecimento mais próximos.
    •Nesta fase ainda de concepção e de início da produção, pelo menos, não será indicado adquirir um Nissan Leaf para usar como transportador da sua Roulote ou caravana.
    •O Nissan Leaf não terá qualquer sistema de carregamento de emergência instalado a bordo. Tudono Leaf, nomeadamente o seu computador de bordo, se concentra para que nunca seja atingido o estado de bateria completamente descarregada.

    27 de Maio de 2010 – Eléctrico Nissan Leaf fez a sua primeira demonstração em Portugal, surpreendendo pela potência de aceleração, nível de equipamento e insonorização. Chega em Dezembro e custa 30 mil euros.

    26 de Outubro de 2010 – Um blog revela o primeiro Testdrive de numa revista inglesa – Criticas negativas para a direcção e travões, a primeira por ser muito leve e não ter feedback, e os travões, conjungando o facto de serem hidraulicos e também por poderem ser regenerativos, não têm a actuação mais suave e linear, sobretudo em trânsito.

    O interior é agradável, apesar de criticas à qualidade do mesmo, com materiais menos agradáveis e comandos vindos de modelos mais acessiveis.
    COnsola central elogiada pelas suas múltiplas funções.

    Capacidade da bagageira tem capacidade razoável, apesar de a sua forma não permitir o melhor uso da mesma. E habitabilidade traseira, para passageiros mais altos também deixa algo a desejar no espaço para pernas.

    Conclusão: ainda não é para todos. Ainda faltam resolver alguns “ses”, como disponibilidade de pontos de abastecimento e questões como autonomia.
    Mas para aqueles que fazem distâncias curtas diárias, tenham garagem, o Leaf pode ser uma alternativa a explorar.

  14. José Povinho says:
    O quê? Era para custar só $$ e afinal custa $$$$$$$$$$$?

    O que eu acho, é que na realidade o problema reside no facto de os produtores de petróleo terem muito poder!
    Enquanto eles quiserem não vai haver nenhuma alternativa ecológica viável.

  15. Zé dos Caracóis says:
    É um logro:
    Conforme notíciado há dois anos atrás, (http://www.ionline.pt/conteudo/16332-nissan-planeia-vender-carro-electrico-cerca-18500-euros) apenas custaria 18 mil e tal euros!
    Dobraram a parada, pois claro.
    Os portugueses pagam, pois claro. Endividam-se ao estrangeiro e pagam só em juros um terço do que pedem, como aconteceu recentemente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *