Preço do Renault Zoe

Publicado em 8 de Março de 2012 |

A Renault divulgou o preço com que o Zoe será comercializado no mercado português. O quarto modelo da família Zero Emissões da Renault pretende ser um “eléctrico para todos”, promete uma autonomia superior a 200 km e vai custar 21.750 euros, preço chave na mão.

Projectado para ser exclusivamente eléctrico, o Zoe é um utilitário de quatro portas, mede 4,1 metros de comprimentos, sendo ligeiramente maior do que o actual Clio. Tem cinco lugares e uma bagageira com capacidade para 338 litros.

O motor eléctrico desenvolve uma potência máxima de 88cv e um binário máximo de 220 Nm. A marca francesa anuncia uma velocidade máxima de 135 km/h e uma autonomia de 210 km, ou de 100 km em tempo frio e em ciclo urbano (para a Renault, o pior cenário para este modelo).

Em estrada, o Zoe emite um sinal sonoro para acabar com o perigo que representa a falta de ruído dos carros eléctricos, especialmente quando circulam em ambiente citadino. Assim, até aos 30 km/h existem três sons à escolha, mas o condutor pode também desactivar este sinal sonoro.

A exemplo do que acontece para o Fluence e o Kangoo, o cliente do Zoe terá de alugar as baterias. A mensalidade será de 79 euros euros/mês (com IVA incluído) para 12.500 km anuais/36 meses.

O Renault Zoe tem lançamento agendado para o próximo mês de Outubro e desde o dia 6 de Março que já está disponível para reserva em 11 países, através do site Renault.ZE. com.

12 Responses to Preço do Renault Zoe

  1. Agostinho Almeida says:
    Como se já não bastasse o preço do carro ainda se tem q pagar um aluguer de bateria!!! Essa é boa!!
    Gasto menos em combustível por mês do q o aluguer da bateria e, como eu, 90% da população portuguesa.
    Penso que com este custo extra, a renault não vai ter grande sucesso na venda dos seus elétricos.
    Ou se compra um carro completo ou não!!
  2. Ricardo Lemos says:
    Sim, sou da mesma opinião, além disso 21000€ por um carro com aquele tamanho e sem baterias é um abuso!
  3. José Gomes says:
    Continuo a pensar que os donos destes projetos são os donos dos poços de petróleo
  4. joaquim says:
    A proposta é aliciante à primeira vista, mas tinha que haver um senão… que porcaria de invenção essa do aluguer de baterias. Mais um projecto bom, mas feito para não pegar.
  5. carlos ribeiro says:
    Boa opcao face crescente custo de combustiveis.
  6. António Rêgo says:
    Partilho o que diz o José Gomes. As baterias vão ter que descer no seu preço senão o projeto da Renault não sei se vinga.
  7. josé trindade ferreira says:
    Não concordo com as condições da bateria.
  8. António Ferreira says:
    O aluguer da bateria é muito elevado, o que retira competitividade, se atendermos ao preço do veículo e ao baixo consumo dos modelos que estão a ser lançados ultimamente.
    Penso que o preço do aluguer das baterias terá que baixar para valores inferiores a 50% dos preços agora anunciados, caso contrário será um fracasso total para mal do ambiente.
  9. António says:
    Concordo plenamente, as baterias terão de baixar e muito, caso contrario é um fracasso.
  10. Jorge says:
    O aluguer está muito caro RENAUL! e a kilometragem é pouca.
    Ainda para mais as baterias no fim de vida conseguem-nas reciclar 90%, por isso vejam se baixam um pouco o aluguer delas pois assim não vamos lá!
    1000km/mes para 79euros mês electrico ou seja 100km para 7.9 equivalente a 5 litros gasoleo so para estar parado…
    Uma questão a travagem regenerativa da assim tanta autonomia ao ponto de compensar o viciar das baterias e de lhes tirar longevidade e por sua vez autonomia?
  11. Ezequiel says:
    Vou comprar um carro electrico mas completo.E quem não pagar as baterias por qualquer motivo.Vêm retira-las do carro?
  12. Mário Fernandes says:
    Um senão importante. ALUGUER das baterias €79 /mês são muitos litros de gasolina/gasóleo. Imagine-se alguém que o utiliza na cidade, não faz muitos kms…

    INCOMPORTÁVEL, sobretudo na actual crise económica e financeira. era bem vindo um carro em que as pessoas poupassem mesmo, tivessem com este carro uma redução significativa de custos… além de tudo existem outras alternativas na concorrência…

    Pena, dúvido que tenha sucesso. Mas enfim, há razões que certamente desconheço !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *