Portugal líder nos carros electricos

Publicado em 24 de Julho de 2009 |

Portugal pretende ser um dos mercados líder no negócio dos carros eléctricos, dado o incentivo às energias renováveis, vontade política e à rápida absorção das novas tecnologias por parte da população, considerou hoje um especialista.

Josh Steinmann, da empresa norte-americana Better Place, uma das líderes mundiais em sistemas de gestão de carros eléctricos, declarou em entrevista à Agência Lusa que a empresa está “optimista” face ao mercado português, onde estuda a possibilidade de investir brevemente.

“Estamos extremamente optimistas de que Portugal vai adoptar os veículos eléctricos muito rapidamente e que vai assumir uma posição de liderança. Já vimos como foi rápida a adopção de telemóveis em Portugal e o uso dos cartões multibanco. Há um historial neste país de rápida absorção da tecnologia”, explicou Josh Steinman.
Portugal arrancou nos últimos meses uma rede de carregamento de veículos eléctricos que até 2012 deverá contar com cerca de 1.300 pontos de carregamento lento (várias horas para repor a carga numa bateria) e rápidos (que demoram entre 30 a 45 minutos).

Por outro lado, o Estado português isenta de imposto automóvel os veículos eléctricos e o Governo já anunciou outros incentivos fiscais para quem adquirir este tipo de veículos.

“Com o volume de energias renováveis que está a ser instalado, com a liderança política [que favorece o veículo eléctrico] e com os incentivos económicos há muitas razões para sermos optimistas”, acrescentou o responsável da Better Place, que está já a gerir redes em preparação em Israel, Dinamarca, Austrália, Califórnia e Hawai.

Steinmann deixou, porém, uma ressalva: “O ambiente que está a ser criado em torno do carro eléctrico tem que ser aberto e competitivo”.

Josh Steinmann contou à Lusa que a empresa já manteve contactos com o Governo português sobre uma eventual participação na rede de carregamento de carros eléctricos em Portugal, bem como com as empresas nacionais envolvidas no projecto.

A rede portuguesa Mobi-E prevê instalação de pontos de carregamento em várias cidades (21 aderiram ao projecto), desenhados por um consórcio de empresas liderado pela EFACEC e incluindo a EDP Inovação, a Novabase, a Critical Software e o CEIIA (Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel).
Já os postos de carregamento rápidos serão disponibilizados pela Galp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *