Peugeot Locust o novo eléctrico da Peugeot?

Publicado em 6 de Outubro de 2011 |

Antes de passarmos à descrição deste concept da Peugeot, interessa referir que este é um projecto fictício made em Portugal, através da criatividade do André Moreira da Silva. Este projecto surgiu através do concurso i9 Concept realizado no Tuning.online.pt, que tinha como objectivos a criação de um projecto de um veículo eléctrico, para “responder às necessidades contemporâneas, como a redução dos combustíveis fosseis, a procura de novas formas de deslocação, o uso de novos materiais recicláveis, reutilizáveis, resistentes, as novas funções de transporte individual, colectivo ou de serviços, assim como, novos designs mais aerodinâmicos, funcionais e high tech”.

Isto mostra que criatividade não falta no nosso país, e se a curto prazo surgir algum projecto novo de veículos eléctricos, tirando partido de muito do know-how que existe no nosso país, a parte do design e da concepção pode também ser inovadora.

Passamos de seguida à descrição do projecto e se alguém da Peugeot estiver interessado…

Peugeot Locust
O projecto do Peugeot Locust procura responder às necessidades da vida urbana, como uma solução citadina, ecológica e eléctrica. O veículo associa também características e factores atractivos, como o divertimento, a economia de transporte, a adaptabilidade e a sua versatilidade de uso, procurando assim uma aceitação maior no mercado. O Locust mostra-se então como um automóvel eléctrico mas rápido, com dimensões reduzidas para quem procura estacionar em pequenos espaços, com recurso a materiais reciclados, divertido, mas principalmente com uma capacidade de transformação de acordo com as necessidades da sua função.

A forma do veículo baseia-se inicialmente na forma hexagonal, devido à capacidade de resistência que confere, aplicando-a na estrutura do chassis, tendo sido posteriormente afinada até à solução final. Esta morfologia criou então uma semelhança tão visível do veículo a um gafanhoto, que acabou por lhe dar o nome Locust, ou seja, gafanhoto na língua mãe da Peugeot o Francês.

A mecânica baseia-se em três pontos que merecem destaque, o sistema de troca de módulos internos, em que a traseira do Locust rebaixa permitindo remover o habitáculo e trocar por outro, de forma a podermos ter três veículo num só. O sistema de locomoção traseiro, que alberga o sistema de travagem, funcionando através de rolamentos permitindo assim a inexistência de eixo traseiro e a independência das rodas. E o sistema de locomoção frontal onde se alojam dois motores eléctricos independentes, embutidos no interior das jantes, permitindo uma maior potência mas também funcionalidade e redução de espaço, deixando para o chassis apenas a necessidade de hospedar baterias, direcção e o cérebro do veiculo. Ainda de salientar os uso de pneus em gel, resultante da reciclagem de PVC’s, onde são inseridos sensores de pavimento, que aumentam a segurança do Peugeot Locust.

9 Responses to Peugeot Locust o novo eléctrico da Peugeot?

  1. Filipe André Silva says:
    Os meus agradecimentos à equipa do site pela oportunidade de expor o meu trabalho.

    Esperemos que mais iniciativas destas ocorram num futuro próximo e mostrem o valor dos portugueses.

    Cumprimentos
    Filipe André Silva

  2. SilvianaFaria says:
    Congratulations Filipe!!! Optimo trabalho
  3. PedroRocha says:
    Excelente trabalho. Parabéns pela criatividade e complexidade!
  4. Bárbara says:
    Excelente trabalho! Parabens!
  5. Zema says:
    Gosto, gosto, gosto muito.
    Parabens
  6. Rita Silva says:
    Um trabalho muito bom!! Parabéns
  7. Ricardo says:
    Humpf, está muito feito o carro.

    Não era eu que o comprava.

  8. Vítor Silva says:
    Bonito e arrojado. Gosto!
  9. Penantes says:
    Bem, está qq coisa demais mesmo! Ainda dizem que em Portugal não se cria nada! Parabéns Filipe pela criatividade! E boa sorte cm a Peugeot. Depois arranja um descontinho aqui para o Je..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *