Opel Ampera vence Rali de Monte Carlo*

Publicado em 26 de Março de 2012 |

Depois de ter sido eleito “Carro do Ano 2012”, o Opel Ampera sagrou-se vencedor da 13ª edição do Rali de Monte Carlo destinado a automóveis eléctricos e com motorizações alternativas. Fazendo a sua estreia absoluta, o modelo eléctrico da Opel colocou quatro carros nos primeiros 10 lugares da classificação geral, destacando-se a dupla francesa Bernard Darniche e Joseph Lambert, que subiu ao lugar mais alto do pódio. A prova terminou no passado domingo na capital do Principado do Mónaco e contou com a participação de sete Ampera, incluindo uma equipa privada, inseridos num lote de cerca de 130 inscritos que alinharam em veículos de 30 marcas diferentes. Entre os concorrentes havia um leque diversificado de automóveis, desde Renault Fluence Z.E. e Tesla Roadster a Mitsubishi I-MiEV e Peugeot Ion. Além da vitória à geral, os outros Ampera atingiram postos de destaque: Charlotte Berton e Olivier Sussot encerraram o pódio, Jean-Claude Andruet e Patrick Lienne classificaram-se em sétimo lugar e Hanns Werner Wirth e Daniel Riesen terminaram em oitavo lugar.

«O sucesso do Ampera nesta competição disputada sob exigentes condições prova o seu impressionante equilíbrio entre durabilidade e eficiência energética. Este resultado frisa o nosso papel de liderança no campo da propulsão a energias alternativas», afirma Enno Fuchs, Diretor da Opel para a Mobilidade Eléctrica. O “Rallye de Monte-Carlo de Energias Alternativas” teve lugar pela 13ª vez e é a mais antiga competição automóvel para veículos com propulsão alternativa, estando a organização a cargo do Automóvel Club do Mónaco.

Teste de resistência à propulsão alternativa

O rali teve partidas de três cidades diferentes: Annecy-le-Vieux, Clermont Ferrand e Lugano. No primeiro dia o percurso compreendia 550 quilómetros até ao Mónaco. Na segunda etapa da prova, os concorrentes tiveram de percorrer 272 quilómetros nas estradas sinuosas dos Alpes Marítimos franceses, onde são disputadas todas as edições do Rali de Monte Carlo. Ao longo destes dois dias as equipas cumpriram provas de regularidade, levando os seus automóveis ao limite.

Além das provas de regularidade, o rali foi composto de provas de economia de combustível. A fórmula de cálculo estipulada pela organização é decisiva para elaboração da classificação final, já que permite comparar os veículos através de um coeficiente no qual intervêm factores como o peso do automóvel, emissões de CO2, densidade energética do combustível e respectivo consumo. «A tecnologia sofisticada do Ampera mostrou-se extremamente fiável e permitiu-nos alcançar este brilhante sucesso», declarou no final Joseph Lambert, co-piloto do vencedor Bernard Darniche. O extenso palmarés do piloto francês no lendário Rali de Monte Carlo conta com um triunfo à geral em 1979, e com mais de uma dezena de vitórias na famosa prova especial de classificação ‘Col de Turini’.

O Opel Ampera é o primeiro automóvel eléctrico da Europa que pode “ir a qualquer lado em qualquer altura”. A bateria de iões de lítio de 16 kWh de capacidade alimenta uma sofisticada unidade motriz eléctrica. Dependendo das condições de utilização, a autonomia do Ampera com uma carga completa da bateria é de 40 a 80 quilómetros, exclusivamente com electricidade, sem emissões. O sistema de motorização eléctrica debita um elevado binário instantâneo de 370 Nm, o que se traduz em performances dinâmicas. O modelo eléctrico da Opel consegue acelerar de zero a 100 km/h em cerca de 9 segundos e atinge a velocidade máxima de 161 km/h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *