Opel Ampera disponível no próximo ano

Publicado em 4 de Julho de 2010 |

O Opel Ampera é o automóvel eléctrico da GM que estará disponível no próximo ano. Todos os potencias interessados e clientes podem já fazer o seu registo no site da Opel para garantir prioridade na aquisição deste automóvel com autonomia de mais de 500km. Com cinco portas, quatro lugares e uma bagageira espaçosa, o Ampera garante o conforto e equipamento expectável para um automóvel do século XXI, o Ampera garante um custo de utilização seis vezes interior ao de um automóvel convencional.

O automóvel eléctrico com extensor de autonomia Opel Ampera, equipado com uma inovadora tecnologia de motorização eléctrica que anula as preocupações com a autonomia, é a proposta que a marca alemã Opel se prepara para trazer ao mercado em 2011. Trata-se de um automóvel de cinco portas, com quatro lugares e bagageira volumosa, que possui todas as características para substituir qualquer automóvel convencional sem impor limitações, podendo constituir-se, desta forma, como o automóvel único de um agregado familiar.

A tracção do Opel Ampera é sempre eléctrica, a qualquer momento e a qualquer velocidade. Em viagens até 60 quilómetros, o motor é alimentado exclusivamente pela electricidade armazenada na bateria de iões de lítio de 16 kWh, garantindo uma utilização totalmente isenta de emissões. Quando a carga da bateria atinge o mínimo, entra automaticamente em funcionamento um motor-gerador instalado a bordo capaz de produzir electricidade para prolongar a autonomia do Ampera para mais de 500 quilómetros. A bateria do Ampera pode ser recarregada através de qualquer tomada eléctrica doméstica de 220/230 V. A operação de recarga completa dura cerca de três horas.

O sistema de propulsão do Ampera, que é praticamente silencioso, debita 370 Nm de binário instantâneo, o equivalente a 150 cv de potência. Este Opel eléctrico consegue acelerar dos 0 aos 100 km/h em cerca de 9 segundos e pode atingir uma velocidade máxima de 161 km/h.

«O nosso automóvel eléctrico assegura mobilidade diária livre de emissões, não coloca problemas ao nível da autonomia, é dinâmico e reduz em seis vezes os custos com a energia para ser locomovido. Por tudo isto, e uma vez que não põe em causa a utilização prática no dia-a-dia, o nosso revolucionário sistema de motorização eléctrica é o tipo de tecnologia inovadora capaz de responder aos desafios energéticos e ambientais com que a indústria e o mercado se vão confrontar», afirma Guillermo Sarmiento, Director-Geral da GM Portugal.

A Opel estima que o custo para recarregar completamente a bateria do Ampera durante a noite será inferior a 1 euro. O automóvel fica, assim, preparado para circular até 60 quilómetros com alimentação exclusivamente eléctrica, isenta de emissões e com um custo estimado de apenas 2 cêntimos por quilómetro. Uma carga completa da bateria do Ampera através da rede de electricidade terá um custo inferior ao consumo de um computador e respectivo monitor a funcionar durante um dia.

Vários estudos europeus e americanos revelam que cerca de 80 por cento dos condutores percorrem distâncias inferiores a 50 quilómetros no seu dia-a-dia. A autonomia de 60 quilómetros do Opel Ampera em modo exclusivamente eléctrico é, assim, suficiente para a mobilidade diária, isenta de emissões, da vasta maioria dos utilizadores de automóveis.

«A contagem decrescente para o lançamento do Opel Ampera já começou. A fase de pré-produção arrancou e os testes decorrem dentro do calendário previsto. Perante o enorme interesse que o nosso modelo eléctrico tem suscitado, decidimos criar um espaço no nosso sítio de Internet onde os potenciais clientes se podem registar, aos quais garantiremos prioridade na eventual aquisição quando o Ampera inicializar a comercialização em Portugal», explica Guillermo Sarmiento.

Todos os interessados em receberem informação regular sobre o Opel Ampera e em serem contactados com prioridade imediatamente antes da fase de lançamento do modelo em Portugal, com vista à aquisição do automóvel eléctrico da marca alemã, podem registar-se em www.opel-ampera.com/portugues/, também acessível através da página principal do sítio da Opel (www.opel.pt).

O início de produção do Opel Ampera está agendado para o final de 2011. Os preços do modelo eléctrico da Opel ainda não foram anunciados.

Tracção eléctrica em permanência e tranquilidade face à autonomia

O revolucionário Opel Ampera será o primeiro automóvel eléctrico europeu isento de emissões preparado para utilização sem restrições, nomeadamente em viagens longas de estrada. Equipado com o sistema de propulsão eléctrica Voltec, que lhe garante uma utilização sem limitações face aos automóveis convencionais, o Ampera de cinco portas acomoda confortavelmente quatro passageiros, dispõe de uma bagageira de grande capacidade e oferece uma autonomia alargada que excede os 500 quilómetros.

A tracção do Ampera é sempre eléctrica, em qualquer situação e em qualquer modo de funcionamento. Em viagens até 60 quilómetros (ciclo MVEG), o motor eléctrico é alimentado com a electricidade armazenada na bateria de iões de lítio de 16 kWh. Quando circula com electricidade fornecida exclusivamente pela bateria, o Ampera não produz quaisquer emissões.

O extensor de autonomia entra automaticamente em funcionamento quando a carga da bateria se esgota. Nessa altura, um motor-gerador a gasolina (ou etanol E85) passa a fornecer ininterruptamente electricidade para alimentar o motor eléctrico e, simultaneamente, suster a carga da bateria. Neste modo de funcionamento, com o extensor de autonomia, o Ampera alarga a sua autonomia para 500 quilómetros. A bateria pode ser recarregada através de uma vulgar tomada eléctrica doméstica de 220/230V.

Ao contrário do que acontece com um veículo eléctrico apenas alimentado através de bateria, o Ampera não provoca a chamada “ansiedade com a autonomia”. O condutor faz a sua viagem confiante e tranquilo, pois sabe que não ficará parado com a bateria descarregada.

A bateria do Ampera será fabricada pela GM na primeira unidade de produção de baterias de iões de lítio operada por um grande fabricante automóvel nos Estados Unidos. A bateria é formada por mais de 220 células de iões de lítio dispostas em ‘T’, oferecendo grande potência.

Poupança de milhares de litros de combustível por ano e custos reduzidos a 1/6

O sistema de propulsão do Ampera, que é praticamente silencioso, gera 370 Nm de torque instantâneo, o equivalente a 150 cv. Graças a isso, o primeiro Opel eléctrico acelera dos 0 aos 100 km/h em cerca de 9 segundos e pode atingir uma velocidade máxima de 161 km/h.

O Ampera adaptar-se-á na perfeição aos hábitos de condução quotidianos da maioria dos utilizadores europeus. A título de exemplo, aproximadamente 80% dos condutores alemães percorrem diariamente distâncias inferiores a 50 quilómetros, o que significa que, nessas condições, o Ampera funcionará sempre em modo de propulsão eléctrica, sem emissões.

Tendo por base os preços actuais do combustível, a Opel calcula que um quilómetro percorrido pelo Ampera em modo de propulsão eléctrica custará cerca de seis vezes menos por comparação com um veículo a gasolina convencional. A Opel estima que o custo da electricidade para mover o Ampera será de cerca de 2 cêntimos por quilómetro, por comparação com 12 cêntimos/km de um automóvel convencional a gasolina (com base no preço do combustível a 1,50 euros/litro). Uma carga completa da bateria do Ampera, efectuada através da rede de electricidade, à noite, terá um custo inferior a 1 euro – o equivalente ao consumo de um computador pessoal a funcionar durante o dia.

Cada unidade Opel Ampera poderá contribuir para reduzir o consumo anual de combustíveis fósseis em vários milhares de litros.

Pré-produção do Opel Ampera já arrancou

A Opel já iniciou a fase de pré-produção do automóvel eléctrico Opel Ampera. Este importante marco na fase de desenvolvimento do revolucionário modelo foi assinalado com a saída da primeira unidade da linha de montagem das Operações de Pré-produção em Warren, Michigan.

A linha fabricará mais unidades Ampera de pré-produção durante os próximos meses. Estes veículos não serão comercializados, destinando-se à realização de testes e de diferentes processos de validação, desde o desenho de peças e componentes ao desenvolvimento final dos sistemas de software e controlos. Os engenheiros europeus e americanos também ensaiarão estas unidades em condições de utilização real no sentido de definir as afinações ideais que resultem no melhor desempenho dinâmico para o modelo final que chegará aos mercados. Alguns dos veículos de pré-produção terão ciclos de vida curtos, visto que serão utilizados em testes de segurança e de integridade estrutural.

Primeira viagem de longa duração entre Rüsselsheim e Genebra

No passado mês de Março. o primeiro protótipo de produção do Opel Ampera completou com sucesso a sua primeira viagem de longa distância em estrada, entre Rüsselsheim e Genebra. O último troço do percurso de cerca de 600 quilómetros foi realizado pelo Presidente Executivo da Opel/Vauxhall, Nick Reilly, que assumiu o volante do Ampera para comprovar pessoalmente a qualidade e a fiabilidade do novo automóvel eléctrico com extensor de autonomia da Opel.

Em Rüsselsheim, antes de partir para Genebra, a bateria de 16 kWh do Ampera foi carregada na totalidade da capacidade. Gherardo Corsini, Director de Implementação de Veículos Eléctricos, arrancou daí utilizando energia eléctrica fornecida exclusivamente pela bateria de iões de lítio. Percorridos cerca de 60 quilómetros, já perto de Heidelberg, o sistema de alimentação eléctrica ligou automaticamente o motor/gerador de bordo, a gasolina, para continuar a fornecer electricidade ao motor eléctrico que propulsiona o Ampera. À chegada a Genebra, a bateria foi de novo ligada a uma tomada de corrente para ser recarregada.

O automóvel do Século XXI

A equipa de design da GM criou um automóvel eléctrico prático e eficiente, inspirado em protótipos futuristas que já tinham sido revelados em salões recentes, como o Flextreme ou o GTC Concept. O Opel Ampera possui um design requintado e atraente, oferecendo um habitáculo com espaço optimizado e equipamentos de elevada tecnologia.

O novo automóvel eléctrico da Opel possui um perfil baixo e dinâmico, mais acentuado na dianteira e na retaguarda. O novo logótipo da Opel está em evidência na grelha frontal, e está integrado com barras cromadas, tanto à frente como na traseira. As entradas de ar verticais situadas nos extremos do pára-choques traseiro não só conferem ao Ampera um visual original como são vitais para criar um elemento de separação de ar que é decisivo para o desempenho aerodinâmico altamente eficiente.

A aerodinâmica é uma componente crucial para a maximização da autonomia. Os engenheiros e técnicos de design da GM dedicaram especial atenção à optimização do fluxo de ar em redor da secção dianteira e dos espelhos retrovisores exteriores do Ampera. Também na traseira se vêem resultados de um trabalho apurado, destacando-se um estabilizador aerodinâmico integrado na tampa da bagageira e elementos de separação de ar. A grelha dianteira e as rodas apresentam coberturas feitas em policarbonato de baixo peso. Estes elementos ajudam a reduzir a resistência aerodinâmica nas zonas críticas do fluxo de ar.

O Ampera oferece o espaço, o conforto e os equipamentos que os utilizadores esperam encontrar num automóvel com cinco portas, quatro lugares e uma bagageira com capacidade de 301 litros. Os elementos que mais captam a atenção são pormenores como a integração da alavanca da caixa de velocidades na consola central, dois monitores de informações e um sistema de informação e entretenimento com comandos sensíveis ao toque.

O que é a motorização eléctrica com extensor de autonomia?

“Voltec” é a designação da revolucionária tecnologia de veículos eléctricos com extensor de autonomia (E-REV, Extended-range Electric Vehicle) da GM. Esta tecnologia assenta na utilização da electricidade como fonte de alimentação primária, sendo a fonte secundária a gasolina (ou etanol E85) utilizada para gerar electricidade. Os componentes principais do sistema de propulsão eléctrica Voltec são a bateria de 16 kWh em forma de ‘T’, o sistema de propulsão eléctrica de 111 kW (150 cv) de potência e o motor do gerador de electricidade.

O Opel Ampera representa uma evolução muito importante em relação aos híbridos convencionais. Num automóvel E-REV, as rodas são movidas por um sistema de propulsão eléctrica, ao passo que, nos híbridos convencionais, a tracção é feita por um motor eléctrico, um motor a gasolina ou ambos. Em viagens curtas, o automóvel E-REV move-se exclusivamente com energia fornecida pela bateria. Para distâncias mais longas, entra em funcionamento um motor-gerador térmico que fornece mais energia eléctrica. A concepção dos sistemas de bateria e de motorização eléctrica permite que o motor de combustão não tenha de funcionar enquanto a energia fornecida pela bateria for suficiente. Nesta fase de propulsão unicamente eléctrica, a bateria, o motor eléctrico e a electrónica que comanda a alimentação de energia não limitam as performances nem a aceleração, a velocidade máxima ou a capacidade de vencer subidas.

Como funciona

A energia é armazenada numa evoluída bateria de iões de lítio de 16 kWh, com formato em ‘T’. O conjunto da bateria alimenta o sistema de tracção eléctrica, que tem capacidade para garantir pleno desempenho de locomoção eléctrica para cumprir distâncias até 60 quilómetros (ciclo MVEG), sem utilizar uma gota de combustível. Em viagens mais longas, quando a carga da bateria se esgota, o motor térmico do extensor de autonomia entra em funcionamento para accionar um gerador que produz electricidade. Este motor alimentado a gasolina ou etanol E85 alarga a autonomia para mais de 500 quilómetros adicionais. Com o extensor de autonomia a funcionar, gerando electricidade a bordo, as emissões são inferiores a 40 g/km, o que corresponde a um consumo de combustível de cerca de 1.6 l/100.

Vantagens

O sistema E-REV oferece inúmeras vantagens. Entre as principais estão a diversificação energética, o menor consumo de combustíveis fósseis e a redução das emissões.

Tendo por base um perfil de utilização diária de 60 km e anual de 22 000 km, a GM calcula que um único Opel Ampera anulará o consumo de 1700 litros de gasolina por ano.

A título de comparação, refira-se que a Opel estima que o custo de utilização de um automóvel com sistema eléctrico Voltec será de aproximadamente 2 cêntimos/km em modo de propulsão eléctrica, contra 12 cêntimos/km de um automóvel compacto convencional a gasolina (combustível ao preço de € 1,50/l).

A bateria do Ampera pode ser recarregada através de qualquer tomada eléctrica doméstica de 230 V. A operação de recarga completa dura cerca de três horas.

Opel Ampera não é um “híbrido”

Os veículos híbridos necessitam de ambas as fontes de energia – o motor e a bateria – para oferecerem plena capacidade de locomoção. Num veículo híbrido, o motor convencional de combustão é tipicamente a mais importante das duas fontes de propulsão, fornecendo a maior parte da energia em situações que solicitam pleno desempenho, tais como em arranques ou em circulação em estrada. Um híbrido recarregável (‘plug-in’) funciona da mesma maneira, mas a sua bateria pode ser recarregada através de ligação à corrente. Mesmo com energia disponível na bateria, o motor de combustão entra muito frequentemente em funcionamento para mover as rodas. Assim, um automóvel E-REV distingue-se de um híbrido ou de um híbrido recarregável pelo facto de as suas rodas serem sempre accionadas por um sistema de propulsão eléctrica, alimentado a electricidade.

14 Responses to Opel Ampera disponível no próximo ano

  1. nunocabral says:
    excelente artigo!
    venham eles!
  2. Paulo Jorge Moura says:
    Este modelo da Opel está excelente!!
    Bom espero que tenhamos rede suficiente para abastecer este e outro veículos que estejam para serem lançados
  3. Milton Gomes says:
    A rede de pontos de abastecimento eléstricos está a ser construída. Vejam o site da Mobi.e
    http://mobi-e.pt/Pages/Default.aspx
  4. Lufra says:
    Penso que será o carro do fúturo proximo
  5. Rene says:
    Sera o carro do futuro e muito util para o ambiente e para os bolsos!
    Quando é que chaga a Africa?
  6. José931444444 says:
    É o carro ideal, mas era bom um pouco mais de bateria e falta saber o preço, espero que acessivel, o estado devia aumentar os combustiveis fosseis pra poder ajudar na compra destes carros. Isto e a energia eolica fazem um “casamento” perfeito, visto haver mais vento de noite e ser uma energia que não conseguimos aproveitar por o pais nessas horas estar a dormir. Vamos deixar de alimentar os governantes dos paises que produzem o ouro negro, são quase todos ditadores, deste modo haverá mais justiça, ambiental e humana.
  7. Paulo Alfaro says:
    Pena que a recarga da bateria não aconteça também com energia solar.
  8. Calcio says:
    Eu acho que o governo, não tem grande interesse neste projecto.
    Sabendo que o estado irá perder grande parte da receita derivado à diminuição de consumo de combustivel. Relembro que estado obtem cerca de um terço da receita fiscal dos 67% de imposto nos combustiveis.
    Não prevejo facilidades… apesar de considerar que faça as necessidades actuais e do mercado… este carro é praticamente perfeito.
    Saudações Caciences
  9. Sérgio Santos says:
    Este será um automóvel real para uma utilização real. É económico e amigo do ambiente. Pretendo ser um dos primeiros proprietários.

    Cumprimentos

  10. Jose António da Silva Costa says:
    Esparamos que venha rapido e a um preço acessivel para o comum dos contribuintes, pois o petroleo continua a aumentar. Esparamos que a autonomia passa ser alargada para mais kms. Esparamos que fique só electrico e que ele se possa recargar a ele proprio num futuro muito proximo isso sim seria o ideal.
  11. Sérgio Belo says:
    Será que o tio Socrates (se for ele ainda a governar), ainda vai colocar 30% de imposto automóvel em cima do ampera? Sim, porque o FDP quer colocar esse imposto nos VE’s. Todos nós sabemos que quanto menos poluir um automóvel, menos paga imposto. Ora este não polui…
    Espero que as oficinas em Portugal estejam à altura para eventuais problemas com a viatura.
    Será o meu próximo automóvel, disso podem ter a certeza.
    Abraços a todos.
  12. filipe says:
    Pelo dinheiro que vão pagar por esse Ampera, será melhor pegarem num carro a vosso gosto, usado , vendam o motor ou comprem sem motor, e sigam este guia para o converterem em 100% electrico de alta potencia e alta autonomia.Um site a ver :

    Podemos contruir os nosso próprios paineis solares, em vez de pagar milhares de euros por estes e obter ainda mais rendimento.

    http://windpowersolarpanels.webs.com/

    Podemos converter ou mandar converter o nosso veiculo a gasolina ou gasoleo em 100% electrico usando um guia como este, alguns actores famosos não ficaram á espera que as empresas fizessem carros electricos, quando nós podemos fazer o nosso próprio.

    http://convert-car-electric.webs.com/

  13. joao says:
    Pelo dinheiro que vão pagar por esse Ampera, será melhor num carro, 100% electrico que alta e boua Podemos ja tenho paineis solares.
    joao

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *