Nissan Leaf foi revisto

Publicado em 18 de Abril de 2013 |

O mais famoso carro eléctrico, o Nissan Leaf, foi agoa renovado, está mais leve, tem mais autonomia e foi tornado mais europeu. A versão revista do Nissan Leaf foi apresentada na Noruega e estará à venda no nosso mercado a partir de 22 de Maio. A nova versão tem agora novos argumentos, como a maior facilidade de aquisição e preços mais baixos.
A versão de acesso Visia, está agora disponível por 31.100 euros. A de nível de equipamento intermédio, denominada Acenta, custará 34.900 euros. A versão mais equipada, Tekna, tem um custo de 37.300 euros.

Outra novidade, é que a partir de 1 de Julho a Nissan possibilitará a aquisição do Leaf com o aluguer mensal das baterias, mediante o pagamento mensal de um valor que começa nos 79 euros. Nesta modalidade, os preços começam nos 25.200 euros para a versão Visia. A versão Acenta estará disponível por 29.000 euros, enquanto a mais equipada custará algo como 31.400 euros.

O aluguer da bateria, idêntico ao proposto pela Renault, permite por 79 euros mensais por 36 meses e máximo de 12.500 quilómetros por ano, ter acesso a assistência gratuita e reboque em caso de falta de carga.

Uma das principais novidades é que a autonomia do novo Leaf aumentou de 175 para 199km. A isto não é alheia a redução de peso, na ordem os 32 kg, melhorias ao nível da electrónica e uma aerodinâmica melhorada, permitiram estes km adicionais em autonomia.

O novo reposicionamento da bateria permitiu ainda libertar espaço de bagagem (mais 40 litros) e aumentar a profundidade disponível para as pernas nos lugares traseiros (mais 53 milímetros). Com a sua colocação na dianteira a marca optou por fazer um único conjunto bateria-unidade motriz que, dessa forma, tornou-se num bloco mais compacto e mais eficiente.

novo nissan leaf

De modo a ir de encontro aos gostos dos clientes europeus, a suspensão foi revista e tem agora uma afinação diferente, com maior firmeza e um maior cuidado no desempenho em estrada.

Por fora, as alterações que a Nissan realizou foram discretas. Apenas se notam alterações no desenho da grelha dianteira. No interior aparece agora a possibilidade de optar por um interior em preto com estofos em pele, algo que não existia na anterior geração e que não ia de encontro aos gostos de todos os potenciais clientes.

Ao nível do carregamento também houve alterações. O Leaf foi readaptado para permitir ser recarregado com qualquer sistema de recarga, seja em tomadas rápidas ou através da convencional energia doméstica. A grande novidade passa, no entanto, por um novo carregador de 32 Amperes que permitirá carregar as baterias em apenas 4 horas.

A isenção de Imposto Único de Circulação, a possibilidade de carga gratuita nos postos Mobi.E (os postos da rede de mobilidade eléctrica nacional, composto por cerca de 1300 unidades espalhadas por todo o país) e a garantia de 5 anos mantêm-se inalteradas.

2 Responses to Nissan Leaf foi revisto

  1. Mobi.e incompetentes says:
    1300 Postos da Mobi.e?
    A sério? onde? o Site mostra menos de 500!
    E só é gratuito enquanto for projecto piloto.
    Já para não falar de estarem muitas vezes avariados e quase sempre ocupados!

    Mobi.e é um bom exemplo de uma boa solução tecnológica aliada à incompetencia de quem gere aquilo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *