Mercedes-Benz apresenta pela sétima vez a maior gama de veículos elétricos

Publicado em 9 de Julho de 2016 |

Entre todos os fabricantes de veículos ligeiros de passageiros, a Mercedes-Benz é o fabricante que oferece a maior variedade de veículos elétricos e soluções de mobilidade elétrica. O facto de nove modelos participarem no extenuante Silvretta E-Car Rally, demonstra o avanço alcançado pelos veículos elétricos, híbridos e a tecnologia de carregamento utilizada.

A Silvretta High Alpine Road, na região de Montafon na Áustria, é considerada uma das estradas panorâmicas mais belas dos Alpes. Nos dias 7 e 8 de julho de 2016 será o pano de fundo do lendário Silvretta Rally, onde participarão 26 veículos elétricos sem emissões locais e cerca de 190 veículos clássicos, que os espetadores poderão também presenciar no sábado dia 9 de julho.

Mercedes-Benz E-Klasse, EXCLUSIVE, kallaitgrün, Leder sattelbraun/macciato

Mercedes-Benz E-Klasse, EXCLUSIVE, kallaitgrün, Leder sattelbraun/macciato

Os condutores dos veículos plug-in híbridos da Mercedes-Benz irão descobrir a elevada eficiência da estratégia de funcionamento inteligente durante o percurso de 224 quilómetros do Silvretta E-Car Rally, caracterizado por estrada de montanha com inclinações até 14,5% e uma variação total de altitude de 11,208 metros. Os 5.291 metros de subidas serão particularmente exigentes para o sistema de propulsão elétrica, enquanto os troços de descidas (total de 5.917 metros) podem ser utilizados pelo sistema de travagem regenerativa.

A Mercedes-Benz irá participar pela sétima vez consecutiva no 2016 Silvretta E-Car Rally enquanto os nove modelos indicados a seguir representam a maior participação:

• O Mercedes-Benz B 250 e (três veículos no total) está equipado com um motor elétrico de 132 kW de potência, que é particularmente silencioso e não emite gases localmente. O binário máximo de 340 Nm está disponível logo no arranque do veículo, o que significa que este modelo necessita de apenas 7.9 segundos para acelerar dos 0 aos 100 km/h. Com uma autonomia de aproximadamente 200 km, o modelo B 250 e não só é o veículo ideal para uma utilização urbana e viagens de curta distância, mas também para longas viagens.

• O vencedor do E-Rally do ano passado – o Mercedes-Benz SLS AMG Coupé Electric Drive – é já um clássico entre os veículos elétricos. Participou desde 2010 e este ano tem todas as hipóteses de vencer novamente. Com uma potência máxima de 552 kW, binário máximo de 1000 Nm e uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 3.9 segundos, o superdesportivo é o veículo elétrico de produção em série mais potente do mundo.

• O Mercedes-Benz S 500 e é uma combinação de uma propulsão híbrida ultra moderna com inovações exclusivas, equipamento de luxo e pormenores do Classe S. Com uma potência e binário total combinado de 325 kW e 650 Nm respetivamente, o modelo acelera dos 0 aos 100 km/h em apenas 5.2 segundos e tem uma autonomia em modo puramente elétrico de até 33 km. O consumo certificado é de 2.8 litros/100 km, o que equivale a um nível de emissões de 65 g CO2/km.

• No novo Mercedes-Benz E 350 e (dois veículos), a combinação da caixa de velocidades 9G-TRONIC e a última geração de motores elétricos equipados no plug-in híbrido, asseguram as melhores classificações no que diz respeito a consumo de combustível, conforto de condução e dinamismo. O novo motor elétrico veio aumentar ainda mais a potência e o binário para 65 kW e 440 Nm, respetivamente. Os melhoramentos adicionais na estratégia de funcionamento inteligente, incluindo a gestão térmica, também permitiram aumentar a eficiência do modelo híbrido. Dependendo do perfil de condução, o Classe E percorre desde 18 a 33 km sem emitir gases localmente, consumindo apenas 2.1 litros de combustível por cada 100 quilómetros (NEDC).

• O GLC 350 e 4MATIC combina o prazer de condução de um veículo de tração integral ágil com o nível mínimo de emissões e consumo de combustível: o SUV emite apenas 59 g de CO2 por km, atinge uma velocidade máxima de 235 km/h e produz o maior nível de potência combinada do seu segmento de 235 kW (320 CV). Este modelo híbrido pode percorrer até 34 km em modo puramente elétrico e portanto sem emissões de gases, acelerando dos 0 aos 100 km/h em 5.9 segundos graças à função de potência suplementar.

• O Mercedes-Benz Classe B F-CELL é praticamente um veterano das estradas dos Alpes. O modelo que utiliza células de combustível como fonte de energia impressiona com uma autonomia de cerca de 400 km, uma potência de 100 kW e um binário de 290 Nm. A tecnologia permite atingir uma longa autonomia e um impressionante tempo de reabastecimento de cerca de três minutos.

A Daimler não optou deliberadamente apenas por um tipo de cadeia cinemática que será a mobilidade do futuro, mas antes pela coexistência de diferentes tecnologias. Estas são idealmente adaptadas às necessidades específicas dos clientes e dos modelos de veículos. “Gasolina, Diesel, plug-in híbrido, bateria ou hidrogénio – a utilização de todos os tipos de fontes de energia e cadeias cinemáticas continuarão a ter o seu motivo e perspetivas futuras” salienta Jürgen Schenk, Diretor do Departamento E-Drive System Integration da Daimler AG.

Nos próximos dois anos a Daimler irá investir 14.5 mil milhões de euros em pesquisa e desenvolvimento – mais de metade serão destinados às tecnologias ‘verdes’. Cerca de 5.4 mil milhões de euros destinam-se exclusivamente aos veículos ligeiros de passageiros. Nenhum outro fabricante poderá oferecer uma gama comparável de veículos elétricos e soluções de mobilidade elétrica.

A gama de veículos inclui o smart city, os atrativos modelos ligeiros de passageiros, autocarros urbanos, autocarros de turismo da Mercedes-Benz e os camiões da marca Fuso. Iremos eletrificar passo-a-passo todos os modelos ligeiros de passageiros Mercedes-Benz. Em 2017 iremos lançar uma nova família de motores a gasolina que irão estabelecer novos padrões de eficiência e incluir pela primeira vez um filtro de partículas.

Ao mesmo tempo iremos implementar o sistema elétrico de bordo de 48 volt e os alternadores com função de motor de arranque serão um equipamento de série. A smart será o único fabricante mundial de veículos a oferecer toda a sua gama de modelos equipados com um sistema combinado de motor de combustão e motor elétrico alimentado por bateria. A Mercedes-Benz irá iniciar a produção em série do primeiro veículo equipado com células de combustível e tecnologia plug-in, o GLC F-CELL. A empresa também está a desenvolver a sua própria plataforma para veículos elétricos equipados com bateria de alta tensão, com lançamento de mercado previsto para a presente década.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *