Mais incentivos para os automóveis eléctricos

Publicado em 23 de Abril de 2012 |

O Governo propõe agora que os automóveis eléctricos passem a ter estacionamento grátuito nos centros urbanos e para além disso, autorização para circular em faixas de rodagem reservadas a transportes públicos (faixas BUS). A medida, refere o jornal Expresso, pretende incentivar a procura de veículos eléctricos.

De acordo com o documento de apoio à revisão dos Planos Nacionais de Acção para a Eficiência Energética (PNAEE) e para as Energias Renováveis (PNAER), a renovação de frotas da administração central e dos municípios deve passar a ter uma quota obrigatória de veículos eléctricos, que actualmente ainda têm uma baixa taxa de penetração em Portugal.

Para aumentar a incorporação de fontes de energia renováveis nos transportes estão também em cima da mesa os incentivos financeiros de custo reduzido, como a redução ou mesmo isenção do Imposto sobre Veículos (ISV) e/ou o Imposto Único de Circulação, refere o jornal.

No campo regulatório, o documento, em consulta pública até 18 de Maio, defende que a renovação de frotas da administração central e de municípios tenha uma quota obrigatória de veículos eficientes e/ou de combustíveis alternativos (onde já vimos isto? Depois os carros vão para a polícia por falta de utilização!).

Ainda segundo o relatório, os transportes são o sector que incorpora a menor taxa de fontes de energia renováveis, podendo levar a atrasos nos compromissos assumidos por Portugal, até 2020, defendendo ainda o incentivo à produção de biocombustíveis em território nacional, utilizando resíduos e detritos.

“Possíveis atrasos de execução do PNAEE poderão ser colmatados com acções nas áreas do aquecimento/arrefecimento e electricidade”, realça o relatório do Ministério da Economia, que aponta caminhos para melhorar a eficiência energética do país, através de uma redução de 25% consumo até 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *