Luís Filipe Meneses defende o autocarro eléctrico

Publicado em 20 de Agosto de 2011 |

Num artigo publicado no Jornal de Notícias, o presidente da câmara de Vila Nova de Gaia, Luís Filipe Menezes, defende que um autocarro eléctrico com canal próprio deve ser a alternativa à construção de novas linhas de metro, muito mais caras.

Segundo esse artigo, o autarca defende que as linhas projectadas para o metropolitano devem ser desenhadas a pensar na solução rodoviária com canal exclusivo, sendo esta uma solução obrigatória, para que a viatura não esteja submetida às filas de trânsito.

“Não vai haver dinheiro no Mundo para fazer mais metros de superfície. O autocarro eléctrico pode ser complementar ao metro. Por que não repensar as futuras linhas de metro nessa perspectiva, desenhando um espaço de canal e colocando o autocarro eléctrico?”, afirmou Luís Filipe Menezes, que está a cumprir o seu último mandato à frente de câmara de Gaia.

A alternativa seria viável para as duas linhas projectadas para Gaia: a ligação entre a zona da Boavista e o Laborim (3ª fase), passando pela Arrábida, pelo Candal e pelo Gaiashopping e o trajecto entre a Avenida da República e a Vila d’Este, servindo o Hospital Santos Silva.

Recorde-se que, à excepção da linha do Campo Alegre, quase toda a rede de metro se movimenta à superfície.
“Hoje, o grande segredo do transporte público é ter um canal próprio. A diferença de preços entre a tecnologia pesada do metro e a criação de um canal exclusivo numa estrada para um autocarro é enorme”, continuou Menezes.

Recorde-se que, dentro de três semanas, Vila Nova de Gaia arranca com um projecto-piloto com o autocarro eléctrico, uma parceria entre a Salvador Caetano, o INEGI e a Efacec. Ao Jornal de Notícias, Menezes reafirmou a intenção de implementar novas linhas de transporte público rodoviário em Gaia.

Este artigo vem sem dúvida promover e dar a conhecer o projecto da Caetano Bus, do seu autocarro eléctrico. Numa altura de crise, e em que a empresa Metro do Porto está com dificuldades financeiras, está poderá ser uma excelente alternativa à melhoria dos transportes públicos no Porto.

Ler mais artigos sobre a CaetanoBus.

One Response to Luís Filipe Meneses defende o autocarro eléctrico

  1. Ramos da Veiga says:
    Ainda hoje me pergunto porque acabaram (os STCP)com os trolley-carros. Seria devido à poluição visual que a “ramada” provocava? Estes veículos “empurrariam” efectivamente a poluição ligada aos transportes públicos para fora dos centros urbanos. Que tipo de veículos eléctricos defende o Dr. Luís Filipe Meneses? Os eléctricos completamente autónomos (com baterias), os com motores a combustão interna associado a um gerador, ou a utilização da “catenária”?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *