Google e a mobilidade sustentada

Publicado em 9 de Setembro de 2011 |

O gigante da Internet, o Google, é também uma das empresas mais influentes no mundo quando se fala em desenvolvimento sustentado. No Google trabalha-se arduamente para minimizar o impacto ambiental dos serviços e produtos da empresa. A empresa actua em várias áreas, nomeadamente, tornando os seus data-centres mais eficientes, utilizando cada vez mais energia de fontes renováveis, ao nível dos edifícios, mas também ao nível da mobilidade, com várias acções paralelas que reduzem as emissões de CO2, o consumo de combustível e adoptando novas formas de mobilidade.

Ao longo dos últimos anos, o Google utilizou várias tecnologias recentes em torno dos veículos eléctricos e constantemente renovam a sua frota para a tornar mais verde. Como resultado disso, é ao Google que pertence a maior infra-estrutura de carregamento de veículos eléctricos privada nos Estados Unidos e estão a incluir veículos eléctricos na renovação da sua frota de car-sharing, a Gfleet.

A Gfleet inclui vários Chevrolet Volt e Nissan Leaf e estão a acrescentar novos modelos de outros fabricantes assim que ficam disponíveis no mercado. Para disponibilizar mais opções de carregamento e uma rede mais abrangente, o Google está a trabalhar com a Coulomb Technologies para expandir a sua infra-estrutura de carregamento. Actualmente estão a ser instalados carregadores rápidos nessa infra-estrutura, possuindo já um universo de 200 pontos de carregamento. No entanto, mais 250 novos pontos estão prestes a ficar disponíveis. O objectivo da empresa é ter 5% de todos os lugares de estacionamento com ponto de carregamento disponível. Este carregamento é gratuito para os seus colaboradores.

Mas as iniciativas em prol de uma mobilidade mais sustentada não se ficam pelos veículos eléctricos. O Google leva mais a sério a sustentabilidade ambiental do que muitos governos.

Aqui ficam algumas das acções ao nível da mobilidade que contribuem para isso:

  • Quase um terço dos empregados deslocam-se para o trabalho em autocarros da empresa, chamados GBuses. Em 5 dias de trabalho por semana, reduz o equivalente a 3500 viagens de carro. Os autocarros utilizam também bio-diesel, para gastarem menos em combustível. O Google foi a primeira grande empresa em conseguir atingir os níveis de emissões exigidos pela EPA (Environmental Protection Agency) em 2010.
  • Os empregados do Google ganham pontos por cada vez que utilizam meios de transporte alternativos para as suas viagens, quer seja a pé, de bicicleta, skate ou até kayak. Por cada 20 dias que fazem isto, ganham $100 para poderem doar a uma instituição de caridade à sua escolha.
  • Instituiram o dia “bike to work” onde os empregados no mundo inteiro se deslocam para o trabalho a pedalar. No último ano foram 56 escritórios e cerca de 2500 empregados que participaram no programa.
  • Nos escritórios de Montain View, há cerca de 1000 Gbikes distribuídas por todo o campus da empresa, permitindo que os seus empregados possam deslocar-se entre os edifícios facilmente.
  • Para viagens mais longas, a frota de veículos eléctricos partilhada é usada. A Gfleet possui, que está a aumentar, tem também uma excelente infra-estrutura de carregamento para ter sempre os veículos disponíveis com carga.
  • Outras tecnologias como a videoconferência, substitui muitas das viagens internacionais, poupando dinheiro à empresa e o planeta das emissões de carbono que essas viagens provocam.

Com tudo isto, as iniciativas do Google nesta área cortam as emissões de CO2 em 5400 toneladas por ano. Isto é o equivalente em retirar 2000 carros da estrada por dia e cortar em 22 milhões e meio de km percorridos de carro por ano. São ou não iniciativas interessantes?

Para conhecer melhor todas as iniciativas ecológicas do Google, recomendamos uma visita ao site onde são partilhadas todas as acções: www.google.com/green

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *