Cartão de carregamento Mobi-E

Publicado em 30 de Junho de 2009 |

O projecto Mobi-E, com o qual o Governo e um conjunto de empresas vão desenvolver a rede de abastecimento de veículos eléctricos em Portugal, prevê que os proprietários de carros eléctricos venham a ter um cartão pós-pago associado ao carregamento dos seus automóveis.

O cartão, ainda em fase de estudo, desenvolvido pela Efacec, será responsável por registar os consumos de electricidade feitos por cada proprietário de um carro eléctrico e debitá-los na sua conta bancária. Este cartão permitirá ao seu portador escolher o operador (fornecedor de energia) que deseja, consoante as tarifas praticadas.

A iniciativa Mobi-E será coordenada a partir de agora por uma sociedade gestora onde a EDP terá a maioria do capital, onde também estará presente a Inteli. Esta segunda-feira foram assinados no Pavilhão de Portugal, no Parque das Nações, em Lisboa, os acordos para a promoção de uma estratégia virada para o incentivo do uso dos carros eléctricos.

Assim, representantes de 18 municípios assinaram documentos em que se comprometem a assegurar a instalação de pontos de recarga de baterias, criar zonas de estacionamento privilegiado para veículos eléctricos, incentivar o uso de energia renovável e incorporar carros eléctricos nas frotas municipais. Lisboa, Loures, Cascais, Almada, Braga, Leiria, Viana do Castelo, Guimarães, Torres Vedras, Santarém, Setúbal, Porto, Vila Nova de Gaia, Castelo Branco, Guarda, Évora, Beja e Faro foram os municípios que participaram.

Além da cooperação das autarquias, o Governo chamou para o projecto Mobi-E uma série de empresas, como a Galp, Jerónimo Martins, Sonae Sierra Chamartín, Emparques, ANA e Estradas de Portugal. Desta forma, ficará facilitado o carregamento de carros eléctricos em estações de serviço, junto a hipermercados e centros comerciais e em parques de estacionamento.

O primeiro-ministro, José Sócrates, mostrou-se satisfeito com os acordos assinados esta manhã, na expectativa de uma adopção alargada do veículo eléctrico pelos portugueses. “O veículo eléctrico, quando for utilizado nas nossas cidades, provocará uma redução do barulho e uma melhoria da qualidade do ar”, enfatizou José Sócrates. “Zero de emissões, pouco barulho! As cidades portuguesas serão melhores assim”, afirmou o primeiro-ministro.

Além do cartão de carregamento e de uma rede que deverá alcançar 300 pontos de carregamento durante o próximo ano, os portugueses poderão contar com incentivos fiscais para a compra de carros eléctricos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *